Somos todos jornalistas!

Jornalista Janaina Xavier entrevista o fisiologista Daniel Gonçalves sobre como as mudanças no horário de verão afetam o dia a dia de atletas

Jornalista Janaina Xavier entrevista o fisiologista Daniel Gonçalves sobre como as mudanças no horário de verão afetam o dia a dia de atletas

No dia do jornalista, não poderíamos nos furtar de comemorar a data da melhor maneira para quem escolheu seguir esta profissão: fazendo matéria, claro!

Aí resolvemos pensar sobre o que iríamos escrever. E logo nos veio a ideia de que atualmente exercemos inúmeras funções, mas ao mesmo tempo, nenhuma regulamentação. Atualmente, o jornalista não possui apenas o cargo de repórter, produtor ou editor. Ele é multifacetado e em muitos casos desempenha, ao mesmo tempo, papéis de produtor, repórter, editor e também designer, fotógrafo, videorrepórter…

Jornalista Claudio Nogueira, jornal O Globo, entrevista Robson Caetano

Jornalista Claudio Nogueira, jornal O Globo, entrevista Robson Caetano

Nos dias atuais parece que quanto mais melhor. Aquele negócio de especialização já era… Ou ao contrário especializa-se em tudo. E como se faz isso? Será que é possível mesmo uma mesma pessoa desempenhar bem tantos papéis? O trabalho não fica comprometido?

Na DJL Comunicação, decidimos que não iria ser assim. Iríamos valorizar nossa profissão e também os outros profissionais, que juntamente conosco, realizam diversos trabalhos para clientes, formando uma comunicação integrada.

Aqui, valorizamos sim o diploma, pois é na faculdade de jornalismo que se aprende a pautar e apurar, a montar pirâmide invertida, a diferenciar textos para impresso, internet, rádio e TV, entre muitas outras lições do dia a dia de quem escolhe ser jornalista.

Entrevista na radio catedra com Ricardo Pantoja e  Aline Lima

Entrevista na radio Catedral com Ricardo Pantoja e Aline Lima

Outra discussão que veio a nossa cabeça e que faz parte do nosso cotidiano é a questão: assessor de imprensa x jornalista. Para nós, somos todos jornalistas. E não temos dúvida de que um bom assessor tem que ser jornalista. Afinal, ele irá sugerir pautas que possam estar presentes nos veículos de comunicação. E assim como as matérias factuais e reportagens, elas tem que ter relevância para serem publicadas.

Quando criamos a DJL, nossa proposta sempre foi de parceria tanto com o cliente, quanto com a imprensa. Para os que nos contratam, explicamos como funciona uma redação e o que é preciso para se obter mídia espontânea. A função do assessor é auxiliar na divulgação, fortalecer a imagem institucional, facilitar a comunicação, o fornecimento e a circulação de uma notícia ou fato, gerando visibilidade e credibilidade.

Jornalista Ida Sandes entrevista Solange Chagas, presidente da Associação de Atletas e Amigos do Célio de Barros

Jornalista Ida Sandes entrevista Solange Chagas, presidente da Associação de Atletas e Amigos do Célio de Barros

A relação com as redações vai ganhando corpo, quando se envia material de qualidade, que tem a ver com o veículo. Os jornalistas que atuam em jornal, revista, rádio, internet e TV precisam ser municiados e querem receber pautas, desde que sejam boas pautas.

Parabéns, a todos nós, assessores, repórteres, editores…, mas antes de tudo, jornalistas que com ética e respeito levam à sociedade um de seus bens mais preciosos: a informação.

 

 

 

1 responder
  1. Solange
    Solange diz:

    Adorei o texto! Veículo de comunicação e assessores de imprensa atuando em conjunto geram notícias para a sociedade! Basta lembrarmos que o assunto deve ser relevante para o veículo em si.

    Responder

Deixe um comentário!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *